Vídeos
De
Até
9 vídeos encontrados
Sidarta Ribeiro: por um país que sonhe

O neurocientista Sidarta Ribeiro avalia que a alma brasileira está em disputa e as "forças do mal" estão vencendo. No último episódio da série "Crônica para um futuro imaginado" (2.ª temporada), o professor descreve o que é preciso ser feito para reverter este "jogo". Entre as tarefas, ele aponta a necessidade de o Brasil realizar uma autocrítica sobre a história nacional e explica por que ela nos deixou uma profunda desigualdade social como legado. Sidarta ainda defende a retomada de uma prática milenar para ajudar a sociedade a pensar "futuros possíveis". Sobre as eleições municipais de 2020, ele diz que é preciso "reivindicar o cristianismo". Leia mais

07:32
Elena Landau: o poder do cidadão

Em tempos de "polarização, raiva e antagonismo", não será por meio de um "salvador da pátria" que o Brasil vai superar seus problemas. A avaliação é da economista Elena Landau, que vê nessa opção um dos entraves para o desenvolvimento do país. No oitavo episódio de "Crônica para um futuro imaginado", Landau aponta quem tem o poder de fazer com que o Brasil reencontre o caminho de respeito à democracia, ao debate e à diversidade. Ela também indica a necessidade urgente de um planejamento central para a Saúde e a Educação, setores vitais no combate à desigualdade social que marca a nossa sociedade e a importância de o eleitor valorizar as câmaras de vereadores nas eleições municipais de 2020. Leia mais

07:23
Conrado Hübner Mendes: por uma democracia nota 10

"O Brasil está em processo de autocratização". O alerta é do professor de Direito Constitucional da USP, Conrado Hübner Mendes. No sétimo episódio da série "Crônica para um futuro imaginado" (2.ª temporada), Conrado analisa a democracia brasileira nas últimas décadas e aponta os motivos da atual crise de institucionalidade e de funcionamento dos três Poderes da República, como, por exemplo, a politização do Judiciário. O professor ainda reflete sobre as eleições municipais de 2020 e opina como o eleitor pode ajudar a melhorar o sistema político. Leia mais

07:56
Crônica para um futuro imaginado: Isabela Kalil

A antropóloga Isabela Kalil critica as análises que não lidam com a multiplicidade do Brasil. A professora explica por que compreender as várias realidades sociais do país é requisito para boas políticas públicas. No sexto episódio da segunda temporada de "Crônica para um futuro imaginado", Isabela Kalil também analisa o conservadorismo brasileiro, tema de pesquisa dela, e os riscos de problemas sociais serem transferidos para a responsabilidade da esfera privada. A pesquisadora ainda fala sobre as eleições municipais de 2020. Leia mais

07:31
Flavia Lima: a política é a solução 

Uma das tarefas para o Brasil superar as atuais crises é a recuperação do "fazer político". A prescrição é de Flavia Lima, ombudsman da Folha de São Paulo. No quinto episódio de "Crônica para um futuro imaginado", a jornalista analisa como a Imprensa, durante a cobertura da Operação Lava Jato, colaborou para os "desequilíbrios institucionais" que o país enfrenta atualmente. Flavia também aponta o que é preciso ser feito para a Imprensa cumprir bem seu papel, que é "fundamental numa democracia". Ela ainda analisa o atual momento político e especula quais valores devem mobilizar o eleitor nas eleições municipais de 15 de novembro. Leia mais

07:32
Pedro Doria: um país em transformação

O debate público no Brasil ganhou novos participantes nas últimas décadas. O escritor e colunista Pedro Doria lembra que, quando isso ocorre, é sempre uma fase traumática. Em “Crônica para um futuro imaginado”, ele apresenta quais são essas novas vozes e como elas exigem uma reconfiguração política, partidária e ideológica. Apesar dos desafios ampliados pela novidade das redes sociais, Pedro Doria vê alguns avanços no país, como a diminuição das oligarquias. O especialista em Democracia e Tecnologia ainda aponta as eleições municipais de 2020 como um termômetro do posicionamento do eleitorado brasileiro. Leia mais

07:42
Preto Zezé: pelo povo no poder

O presidente da Central Única das Favelas, Preto Zezé, enxerga muitas qualidades no povo brasileiro, como a capacidade de sobreviver à desigualdade social. No entanto, para acabar com o que ele considera o principal problema do país, o escritor e empresário cobra maior participação popular na política. "Chegou a hora de o povo se juntar e ter mais força neste jogo". Preto Zezé também analisa as eleições municipais de 2020 e espera que surjam novos "agentes da base". Veja no terceiro episódio da segunda temporada de "Crônica para um futuro imaginado". Leia mais

07:52
Crônica para um futuro imaginado: Joel Pinheiro da Fonseca

O Brasil não está apenas diante de uma crise, mas de "crises". O filósofo e economista Joel Pinheiro da Fonseca aponta os principais impasses sociais do país. Ele destaca as rivalidades políticas, fomentadas pelas redes socais, como um dos principais desafios contemporâneos e faz um paralelo com outros momentos históricos marcados por fortes polaridades. Joel Pinheiro ainda fala sobre quais valores devem marcar as eleições municipais de 2020 e sugere a "sustentabilidade" como palavra-guia na hora de votar. "Crônica para um futuro imaginado" é uma série com depoimentos de acadêmicos, pensadores e atores sociais sobre a realidade política, social e cultural do Brasil e uma reflexão sobre os caminhos e tarefas para um país melhor. Leia mais

07:33
Crônica para um futuro imaginado: Maria Homem

"O Brasil nunca esteve tão violento, tão doente, com tanto potencial destrutivo". O diagnóstico é da psicanalista Maria Homem, que aponta as causas deste estado social no episódio de estreia da nova temporada de "Crônica para um futuro imaginado". Para ela, a pandemia do coronavírus colocou o país diante de seus dilemas, como em um "laboratório a céu aberto", podendo ser uma oportunidade para a sociedade desenvolver o "fazer político" e abandonar um lastro de "cordialidade", que marca a história política nacional. A psicanalista ainda sugere alguns valores para guiar um voto consciente neste ano de eleições municipais. Leia mais

08:28